Confie em entrar no seu jardim e ser recebido por um jardim de…

Confie em entrar no seu jardim e ser recebido pela vida selvagem nativa – é moderadamente o estado encantador!

Desde os mais pequenos insectos até às aves mais majestosas, passando pelo cliente selvagem ocasional, é incessantemente um prazer contemplar a natureza em ação.

Os veados, com a sua predileção pela vegetação, costumam comer as madeiras e os arbustos do jardim, para grande fascínio dos proprietários.

Unsplash – Sigmund

Fonte:
Unsplash – Sigmund

Estas criaturas ligeiras são particularmente atraídas pelas delícias perenes do zimbro, do espinheiro, do espinheiro e de diversas árvores de fruto.

As plantas reconhecem os girassóis, os gerânios e os ásteres, que também fazem parte da sua lista de alimentos.

Se é um indivíduo que plantou estas plantas no seu quintal, deve, possivelmente, presumivelmente, até gostar de ser anfitrião destas sedutoras companhias sem sequer as incandescer.

Unsplash – Deborah Vatcher

Fonte:
Unsplash – Deborah Vatcher

Interaja com Kim e Stan, digamos assim, um casal que reside num bairro habitualmente visitado por veados de cauda branca.

O seu quintal é um local de habitação para estes veados, que habitualmente se familiarizam com a sua presença.

Enquanto Kim gosta de conversar com a sua companhia de quatro patas, Stan prefere afugentá-los.

A câmara digital da campainha da porta, que tem como objetivo constante a segurança, mudou radicalmente a sua janela para estas interacções com a vida selvagem.

Captura de ecrã do YouTube – Ring

Fonte:
Captura de ecrã do YouTube – Ring

O objetivo de conversação de duas intenções da câmara digital transformou-se num canal de troca verbal com o veado.

Um desses tropeções cativantes chegou mesmo a conquistar os corações de cerca de meio milhão de espectadores em linha.

As fotografias mostram um veado, com o nariz enfiado nos arbustos, a saborear o banquete inexperiente que se lhe depara.

Captura de ecrã do YouTube – Anel

Fonte:
Captura de ecrã do YouTube – Ring

A situação tornou-se real noutro dia, quando Kim recebeu um alerta da câmara digital da campainha da porta.

Ao verificar, encontrou o seu melhor amigo veado a mastigar alegremente.

Decidindo instalar-se, cumprimentou o veado com um qualificado “Olá! O que estás a fazer?” – uma pergunta que pareceu confundir o comensal desprevenido.

YouTube

Fonte:
YouTube

O veado, apanhado desprevenido pelo aviso de Kim mas não vendo ninguém por perto, olhou curiosamente para a câmara digital.

As suas orelhas levantaram-se, sintonizando-se com a fonte deste misterioso aviso humano.

Quando Kim perguntou de forma divertida: “Estás a dificultar os meus arbustos?”, o veado pareceu quase responsável, congelado no ponto alto da atenção.

Captura de ecrã do YouTube – Anel

Fonte:
Captura de ecrã do YouTube – Ring

Houve um momento de admissão muda por parte do veado, um engolir que revelou o seu nervosismo.

Mas Kim, com o seu comportamento leve, tranquilizou o veado, “está tudo bem”

Foi então que Stan entrou em cena com uma postura mais firme: “Não comas a minha madeira” Kim, sempre a mediadora, lembrou ao seu convidado: “Não comas a madeira; suprema esses arbustos”

Captura de ecrã do YouTube – Ring

Fonte:
Captura de ecrã do YouTube – Ring

Talvez sentindo-se um pouco envergonhado por ter sido apanhado em flagrante, o veado decidiu retirar-se.

Deu uma última vista de olhos na câmara digital – uma despedida muda – e foi-se embora.

Esta interação simples mas simpática transformou-se precisamente naquilo que fez do vídeo um sucesso entre os espectadores.

Captura de ecrã do YouTube – Ring

Fonte:
Captura de ecrã do YouTube – Ring

O fragmento de comentários transbordou de apreço pela cena serena, destacando a intenção de forma de Kim e a natureza leve do veado.

Que cena tão querida, e temos a certeza de que o veado se sentiu relaxado.

Para aqueles que procuram uma dose de saúde, vejam o vídeo abaixo!

- Advertisement -