Os cães são portadores de um olfato edificante quando colocados ao lado de…

Os cães são portadores de um olfato edificante quando colocados ao lado de pessoas.

Embora o número exato seja desconhecido, o sentido de cheiro dos caninos é cerca de 10.000 a 100.000 vezes superior ao nosso. Os cães têm até 300 milhões de receptores olfactivos no nariz, enquanto os humanos têm cerca de 6 milhões.

Pexels – Bruno Cervera

Fonte:
Pexels – Bruno Cervera

A avaliação revela ainda que os caninos também conseguem sentir as emoções e os estados de espírito de um indivíduo em particular. O sentido do olfato de um canino pode detetar o terror, o medo e a desilusão.

Esta é a razão pela qual muitos donos de animais de estimação afirmam que os seus caninos podem tipicamente mostrar o estado de espírito em que se encontram, quer estejam ou já não totalmente contentes, tristes ou agitados.

Neste vídeo, Daisy, a Husky, utiliza o seu bom sentido de olfato para procurar o seu choque.

YouTube – Nanci Creedon, especialista em comportamento canino

Fonte:
YouTube – Nanci Creedon, especialista em comportamento canino

O vídeo começa com a Daisy a entrar num condomínio e a ir agora mesmo resolver no chão que parece estar coberto por um espaçoso cobertor axadrezado.

A Margarida começa a cheirar a manta, mas não consegue perceber o que, ou quem, são as milhas.

Enquanto está a cheirar, a sua cauda começa a abanar excitadamente. Parece que Daisy está a fazer um esforço para resolver o que está exatamente no chão, mas ela tem uma ideia do que são milhas.

YouTube – Nanci Creedon, especialista em comportamento canino

Fonte:
YouTube – Nanci Creedon, especialista em comportamento canino

Ela continua a farejar e tenta afastar o cobertor com o focinho. Continua a fazer círculos em torno do que está decidido no chão.

Verá que ela está extraordinariamente furiosa e à procura de se apressar para debaixo do cobertor para descobrir quem são as milhas.

No final, a determinação começa a transferir-se, e é sem dúvida que também verá que é um indivíduo em particular que está debaixo do cobertor.

YouTube – Nanci Creedon, especialista em comportamento canino

Fonte:
YouTube – Nanci Creedon, especialista em comportamento canino

No final, a Margarida confirma quem está debaixo do cobertor quando a determinação surge e revela o seu rosto.

Ela salta para cumprimentar a pessoa e salta para o sofá com entusiasmo. Nanci Creedon, especialista em comportamento canino, publicou o vídeo e explicou-o na legenda:

“Daisy sempre teve um grande relacionamento com minha amiga. Ela (a amiga) mudou-se para o Reino Unido, por isso a Daisy não a via há alguns meses, por isso quando ela chegou cá inspirou-nos e quisemos chocá-la.”

YouTube – Nanci Creedon, especialista em comportamento canino

Fonte:
YouTube – Nanci Creedon, especialista em comportamento canino

Creedon escreveu ainda que Daisy certamente sabia que algo estava acontecendo, mas o husky não tinha certeza, a menos que visse seu rosto. Então, ela soube que o seu amigo estava a inspirar!

Daisy continua a subir no sofá e a ladrar com entusiasmo quando o amigo lhe pede um abraço.

Parece que Daisy estava tão furiosa para salvar o seu amigo que quase não sabia o que fazer com ela própria.

YouTube – Nanci Creedon, especialista em comportamento canino

Fonte:
YouTube – Nanci Creedon, especialista em comportamento canino

No final, ela começou a lamber a cara e os dedos do seu amigo para lhe dar um bom dia.

Este reencontro totalmente feliz foi visto mais de 3 milhões de vezes. Daisy e o seu amigo urso tocaram muitos corações com a forma como estavam totalmente contentes por se terem salvado um ao outro.

Um comentário reconheceu: “Primeiro o cheiro, depois a recontagem. O Doggo já não se consegue alterar!”

Mais um internauta comentou: “É impressionante a quantidade de emoções que os canídeos suscitam e que podem encobrir nas pessoas”

Como resultado do seu distinto sentido de olfato, Daisy demorou alguns segundos a procurar o seu amigo há muito perdido.

YouTube – Nanci Creedon, especialista em comportamento canino

Fonte:
YouTube – Nanci Creedon, especialista em comportamento canino

Ela sabia que alguém conhecido estava debaixo do cobertor e, quando acabou por ver a cara dela, a Daisy confirmou quem era.

É tão bom ver como a Daisy e o amigo ficaram igualmente contentes por se terem salvado um ao outro. É possível que, além disso, ao nível da verdade, sintam o prazer no seu reencontro e o desenho em que estavam furiosos por se inspirarem juntos.

YouTube – Nanci Creedon, especialista em comportamento canino

Fonte:
YouTube – Nanci Creedon, especialista em comportamento canino

Além disso, é inacreditável imaginar que a Daisy teve de cheirar o seu amigo para perceber quem ele era.

Veja o vídeo abaixo para ver a reunião gratificante de Daisy e o seu amigo há muito perdido!

Por favor PARTILHAR isto com os vossos amigos e familiares.

- Advertisement -